quarta-feira, 23 de abril de 2008

A chuva!


Naquela manhã a chuva mostrou todo o seu poder.
Relâmpagos e trovões tentavam, em vão, assustá-la. Sempre que surgia uma imensa claridade seguida de um estrondo pavoroso ela simplesmente sorria.
Quando pequena aprendeu a gostar de ouvir a chuva e todos aqueles sons que a acompanhava. Muito tempo sem esses sons não era um bom sinal... Já dizia a sua mãe!
Apesar de o tempo ser ótimo para ficar em casa, bem agasalhada, lendo ou simplesmente admirando aqueles sons, ela preferiu fazer exatamente o contrário. Queria sentir o outro lado da vida já que nunca tinha se permitido. Em dias chuvosos só saia quando era realmente necessário. Dessa vez seria diferente! Buscou um guarda-chuva, vestiu uma roupa leve, porém escura, deixou os cabelos soltos e apenas com as chaves ao bolso, saiu de casa.
Para quê o guarda-chuva? Lembrou-se do ditado "se estava na chuva era para se molhar"! Ainda não estava tão distante de casa. Voltou e o jogou na varanda.
Preferiu sair assim, com os pingos lhe molhando a face e todo o corpo. Saiu feliz, saltitando e cantando diversas canções do seu agrado. Deu várias voltas em torno de um lindo parque que havia próximo a sua casa. O cheiro da chuva ali, que era cercado por lindas árvores, não se comparava ao cheiro que ela sentia de dentro de casa! Brincou um pouco no balanço como fazia há tantos anos quando ia aos parques da sua antiga cidade. Mas geralmente eles costumavam estar cheios de crianças e ali ela estava sozinha.
Ninguém diria que era ela. Logo ela! Que até então se mostrava tão fraca, tão medrosa e tão controladora das suas próprias vontades.
Ela ficou feliz por se ver assim... Livre!
Foi uma decisão difícil. Não é da noite para o dia que nos libertamos de todas as nossas amarras. Mas a escolha havia sido feita e esse era o primeiro passo.

12 comentários:

Sales_Root disse...

olá!
Obrigado pelas palavras no meu cantinho. Desculpe mas sempre tardo para responder os posts (não é regra! rs) mas, passando por aqui fica uma vontade de passar de novo. Parabéns.
Tenho aprendido a sair na chuva, mesmo sob medo dos trovões.
Não deve existir medo em viver.
Abraços

ELIS disse...

que lindo texto...seu blog tb!!
abração!

JANPITER disse...

Houve um tempo, não muito distante, em que eu não gostava da chuva. Só então percebi que o problema era comigo. Quando estou mal, tudo ao redor perde a cor, o sabor... Hoje graças a Deus, o barulho da chuva me traz calmaria novamente.

belo texto

beijo para Nyse

Marcelo Martins disse...

Interessantes essas coincidências que vez ou outra ocorrem nos blogs, não?
Talvez seja mesmo o tal inconsciente coletivo, ou será consciente coletivo?
Sei lá, mas o fato é que li sobre chuva em uns 3 blogs hoje e eu mesmo escrevi sobre esse assunto como você viu,rs.
Eu amo dias chuvosos, amo o silêncio nas ruas quando chove e o fato das pessoas ficarem mais tranquilas, mais quietas.
É quando temos chance de nos ouvir.
De nos libertar (como a personagem em seu conto) de coisas que nem sabía,os que nos prendiam...

Beijos meus.

» NaY « disse...

Só quem já passou muito tempo no sertão sabe o quão é precioso ver e sentir a chuva cair...

Ahh, quebrar as couraças sempre é bom! =D

Tem meme pra senhorita lá no blog.

Xerus
=***

BANDEIRAS disse...

Olá querida vizinha,
Texto bonito, apesar de não gostar muito de dias chuvosos.
Dá em mim uma melancolia inexplicável.
um bom fim de semana.
Bjs!

Tanmi Morais disse...

nada melhor do que a sensação de liberdade...

retribuindo a visita ;DD

=*

Janete Andrade disse...

realmente libertar as amarras, é tarefa difícil, sei disso pq estou passando por um período assi. =/
mas sabe de uma coisa mais difícil é tomar a decisão de 'desamarra-se', se essa decisão foi tomada, um grande passo já foi dado. :]

fico feliz q tenha gostado do post, do blog, achei seu post maravilhoso, identifiquei-me muito com ele. ;}

=*

Teresa disse...

não há nada melhor do que se libertar daquelas coisas que nos prendem.

=*

Raafy. disse...

A chuva lava a alma!É bom quando chove, a gente se renova..
bjo

Booperfly disse...

Eu amo chuva e agradeçoa Deus sempre que ela começa a cair do céu, lavando minha alma...
Bjinhos e boa semana!
Paulinha

Better MAN disse...

É o passo mais difícil a se dar.