quinta-feira, 1 de maio de 2008

A pequena companhia...

Semana cheia. Os dias estavam sendo cada vez mais corridos e ela tinha cada vez mais coisas para estudar.
A madrugada estava sendo a sua companheira na luta pelo conhecimento. Não sabia mais quantas horas de sono havia perdido entretida com seus livros e nem quantas havia dormido sobre eles.

O tempo estava sendo o seu maior rival e, para driblá-lo, mantinha todos os passos cronometrados. Mas só até aquela tarde, quando uma borboleta cruzou o seu caminho e grudou na sua blusa. Num primeiro instante sua reação foi de susto; afastou-a da roupa e seguio a caminho de casa.

Para sua surpresa a pequena borboleta continuava voando ao seu redor. Ela já havia sido seguida por alguns cachorros que vivem largados pelas ruas, por alguns gatos e uma vez até por uma vaca, quando passava as férias em uma fazenda. Mas nunca por uma borboleta!

Ao entrar no prédio ainda estava com a sua ilustre companhia mas ao subir as escadas a deixou para trás.

Tomou um banho, comeu rapidamente alguma coisa e foi para o trabalho. Voltou às 20h, tomou outro banho, bebeu um café forte e partiu para mais uma longa noite de estudos.

Ao olhar para o livro de neurologia - o escolhido da noite - a sua companheira da tarde estava lá, repousando como que a sua espera.

Sentiu uma pontada de medo por não saber como ela tinha chegado ali e para quê estava ali! Para sua sorte não era supersticiosa, então o medo logo passou e ela pôde entender a razão da presença daquele pequeno ser.

Sorriu. Arrumou a sua cama e teve a noite de sono mais bem aproveitada dos últimos dias...

19 comentários:

Raafy. disse...

lindo o texto *.*
Valeu pela visita laa no blog, volte sempre :D
Vou te linkar
beeijos ;*

Janete Andrade disse...

ah adoro borboletas, sei lá acho tãão lindo a metamorfose q a borboleta passa, é magnífico! ;)


=*

Toninho Moura disse...

É normal uma borboleta ficar apaixonada por uma linda flor.
Braços!

PS:
Já nos tornamos seus leitores!Tanks pela visita!
Conheça também "As Aventuras do Capitão Ócio".

Andréia disse...

olá! parabens pelo blog, vc escreve muito bem!

BABI SOLER disse...

São sinais da natureza que vem nos acalmar.
Um beijo

Teresa disse...

que coisa linda!

e eu amoooooo borboleta!

=*

Ariana disse...

Belo post!
Adorei!

Beijo*

Falando de Amor disse...

Passando para dar-te boa noite e deliciar-me com tuas postagens maravilhosas...
É sempre muito bom visitar teu cantinho
Fonte de inspiração
E beleza.
Bjos, querida!

Talita Schneider disse...

aaai que lindo!*--*
Amei o blog!
aa!te linkei ;)

beijo

Lorita disse...

viu como ela foi esperta? interpretou logo o bater de asas suave da borboleta :D

Lindo espaço esse seu.

Bjm

.linny disse...

ta lindo.

borboleta pra mim é, ALIVIO... OU... LIBERDADE!

Lih disse...

borboletas espertinhas.... hihihi

adorei!

tao bem escrito!! =]

bjos mil.

kami! disse...

Como sempre a garota dos textos perfeitos nos surpreende novamente!
Impossivel dizer que não estou surpresa,adorei o mistério em torno da borboleta...eu adoro borboletas!

Bjussssssss

» NaY « disse...

Foi preciso um bichinho "irracional" aparcer para mostrar a ela o que fazer...


Xerus
=***

Better MAN disse...

As pequenas coisas é que valem mais. Bem aventurados aqueles que as enxergam, baby.

Beijo neurológico em você

Georgia disse...

Quem será que se apaixonou? A borboleta ou a flor? Ou ambos?

beijao

JANPITER disse...

Este é o caminho de pedras de todo bom universitário.

Muito bom.

beijos

Booperfly disse...

Oi Nyse...
Eu a-m-o borboletas! E entendo isso de passar a madrugada estudando!
Bjinhos e bom resto de semana,
Paulinha
http://www.booperfly.fairy-tales.com.br

Rafael disse...

Nooossa.. jah pensou em virar escritora?? Gostei da idéia.. rsrs =D
bjol